II ENARPARQ

O ENARPARQ é o Encontro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo.

O evento é organizado pelo Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGAU-UFRN), tendo como co-organizadores o PPGAU da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e o Programa de Desenvolvimento Urbano da Universidade Federal de Pernambuco (MDU-UFPE).

O II ENANPARQ – acontecerá em Natal, Rio Grande do Norte, entre os dias 18 e 21 de setembro de 2012.

Dando continuidade à proposta institucional da ANPARQ, o evento analisará os múltiplos aspectos inerentes às relações entre a área de Arquitetura e Urbanismo e a sociedade contemporânea, buscando contribuir para a identificação de questões emergentes nesse campo, especialmente no que se refere a:

  • Diagnóstico da situação da pesquisa e do ensino de pós-graduação brasileiros nos eixos temáticos definidos para este evento (ver item Temática), tendo como base uma reflexão teórico-metodológica condizente com os campos de conhecimento da Arquitetura e do Urbanismo.
  • Divulgação de pesquisas recentes na área, realizadas no âmbito dos programas associados e filiados, ou empreendidas por estudiosos não vinculados a eles.
  • Análise da produção arquitetônica e urbanística contemporânea, e suas principais tendências.
  • Fomento à participação de jovens pesquisadores, notadamente pós-graduandos.

Público-Alvo: professores, pesquisadores, profissionais e estudantes de pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo e áreas afins.

Temática Geral: Teorias e Práticas na Arquitetura e na Cidade Contemporâneas: Complexidade, Mobilidade, Memória e Sustentabilidade.

Nesse contexto, Complexidade, Mobilidade, Memória e Sustentabilidade se tornaram palavras de ordem para reflexão e ação, e definem os eixos temáticos específicos do nosso encontro.

  1. Complexidade: que caracteriza a ação humana sobre o planeta, notadamente as intervenções que definem os edifícios que criamos e produzem as cidades nas quais vivemos. Neste eixo temático, espera-se que sejam discutidas questões relacionadas à concepção e execução de projetos complexos bem como seus impactos sobre os meios físico e social, novas tecnologias da construção e da informação, arquitetura e urbanismo paramétricos, e respectivas abordagens teóricas e metodológicas.
  2. Mobilidade: que marca a sociedade atual, transformando-nos, simultaneamente, em seres livres, capazes de experenciar diferentes espaços, e em prisioneiros de intricados esquemas de transportes desenvolvidos nos grandes aglomerados urbanos. Sobre este tema específico, esperam-se contribuições para a discussão de questões inerentes à mobilidade urbana, à acessibilidade e ao uso dos espaços públicos e privados.
  3. Memória: que nos diferencia como espécie capaz de reconhecer passado, presente e futuro, e aprender com as inter-relações entre eles, de modo que o conhecimento adquirido em vivências anteriores seja utilizado para fomentar novas ações e (re)programar/projetar o mundo em que vivemos. Neste eixo, discutem-se aspectos relacionados à preservação, conservação e revitalização de sítios e edifícios de interesse patrimonial, sejam eles, no caso brasileiro, pré-coloniais, coloniais, ecléticos, modernos ou contemporâneos.
  4. Sustentabilidade: como fundamento de uma ação social e ecologicamente coerente com o momento atual, promovendo o repasse intergeracional dos recursos planetários, de modo a delegar aos nossos sucessores o que de melhor recebemos dos nossos antepassados ou construímos no presente. Nessa linha, para além de discursos midiáticos, a aplicação de princípios de sustentabilidade à arquitetura e ao urbanismo contemporâneos merece uma reflexão não só teórica como crítica, sobretudo do ponto de vista da qualidade dos projetos e dos ambientes construídos que decorrem da chamada onda verde.

Partindo deste entendimento, os diversos temas relacionados aos saberes e fazeres do arquiteto, do urbanista e do paisagista serão discutidos a partir da sua práxis, do discurso teórico que os envolvem e também do seu ensino e pesquisa, os quais poderão ser abordados segundo um ou mais de um dos seguintes campos ou subáreas de conhecimento: (1) teoria, história e crítica; (2) projeto de arquitetura; (3) projeto urbano e paisagístico; (4) tecnologias do ambiente construído; (5) representação e tecnologias da informação.

São atividades previstas para o II ENANPARQ:

Conferências (de convidados internacionais e nacionais);
Simpósios Temáticos: propostas coletivas com várias exposições orais sobre um tema previamente definido pelo grupo e enviadas pelo(a) coordenador(a);
Sessões de Comunicações: definidas conforme artigos completos aprovados;
Posters digitais:para apresentação em projetores multimídia;
Premiações ANPARQ: conferidas a teses, dissertações, livros, capítulos e artigos científicos; bem como aos melhores artigos e ao melhor poster do evento;
Assembléia Geral da ANPARQ.

Envio de trabalhos exclusivamente para o email2enanparq.ccientifico@gmail.com

Maiores Informações:  http://www.2enanparq.ct.ufrn.br/

Anúncios